Promoção!

As Aventuras de Philip e Francis

14,50 13,05

REF: LIV.105 Categoria:

Descrição

Descrição

O professor Mortimer está farto. Já não suporta ver os outros aproveitarem-se da sua lendária gentileza.  Que o seu velho cúmplice Francis Blake se enfie em sua casa, ainda vá. Que Nasir, o seu fiel servidor, exija um aumento e o  pagamento de horas extraordinárias, aceita-se. Que um bando de delinquentes, que diríamos saídos do filme Laranja Mecânica, o chateiem, admite-se. Mas quando Blake lhe chama “mole”, o seu sangue escocês começa a ferver: isto tem de mudar! De regresso a casa, Mortimer prepara um produto revolucionário que o vai transformar num malfeitor impiedoso e dominador…

Por Jove e por Horus! Mas o que é que aconteceu ao nosso velho amigo Mortimer? Não contente por se transformar fisicamente, qual doutor Jekyll, agora frequenta clubes de strip-tease, aterroriza Olrik e persegue a ambição de dominar o mundo?

Admirador do Estranho Caso do Dr. Jekyll e de Mr Hyde, o romance de Stevenson, o argumentista  Pierre Veys é também um leitor assíduo de Jacobs, tal como Nicolas Barral que tem o prazer de reproduzir, nos mais infimos pormenores, o seu universo gráfico.

Homenagem respeitosa a uma série de culto, este terceiro álbum de As Aventuras de Philip e Francis agradará a todos os leitores da série, e também a todos aqueles não a conhecem – se é que os há!

Pierre Veys

Nasceu em Cambrai, em 1959. Multiplicou experiências de escrita no café-teatro e no teatro (onde também é actor) e posteriormente na televisão antes de escrever histórias curtas para a revista semanal Spirou. É o argumentista de Igor et les monstres, de Space Mounties, de Maître détective  e de Avatars. Escreve igualmente gags para Boulle et Bill.

Nicolas Barral

Nascido em 1966, começa a trabalhar na revista Fluide Glacial antes de desenhar Les Ailes de plomb (argumento de Gibelin). O seu encontro com  Pierre Veys muda-lhe a vida: juntos, criam  Baker Street, e depois Les Aventures de Philip et Francis. Em colaboração com o argumentista Tonino Benacquista, Barral assina os dois tomos de Dieu n’a pas réponse à tout, e depois Les Cobayes. Argumentista de Mon pépé est un fantôme (desenho de TaDuc), sucede também a Tardi retomando a personagem de Nestor Burma.